Voices Project: Technological Innovations in Social Inclusion of People with Visual Impairment

Janaina Cazini, Antonio Carlos Frasson

Abstract


This article aims to analyze how technological innovations are contributing to inclusion of people with disabilities in society and at work, from the study of social innovations, assistive technology and digital inclusion presented in a case study on the Voices Project. The project, developed in partnership with the Association of Parents and Friends of the Blind and the Federal Technological University of Paraná, in the years 2008/2009, made a computer course for people with visual impairments. The theoretical survey and project data confirmed that social innovations really are essential tools for digital inclusion of people with disabilities contributing thus to their inclusion in the workplace.

Keywords


Social Technologies, Assistive Technologies, Disability, Inclusion.

Full Text:

PDF [en]

References


BRASIL. Lei. n. 7.853 de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social, sobre a Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. Disponível em: .

__________ . Ministério da Educação. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Resolução CNE/CEB n. 2/2001. Disponível em: .

________. Saberes e práticas da inclusão: desenvolvendo competências para o atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos cegos e de alunos com baixa visão. 2. ed. Brasília: MEC, Secretaria de Educação Especial, 2006b.

ANDRADE, Thales Novaes de Andrade. Aspectos sociais e tecnológicos das

ASSISTIVA E INCLUSÃO SOCIAL DE PESSOA DEFICIENTE, 1., 2006, Belém. Anais... Belém: UEPA, 2006.

Auditory Deficient People: His Educative and Social Inclusion by Norbert Elias. In: Simpósio Internacional Processo Civilizador, 11, 2008, Buenos Aires. Anais... Buenos Aires, 2008. pp. 182-191.

BECKER, Maria Lucia. Inclusão digital e cidadania: as possibilidades e as ilusões da “solução” tecnológica. Ponta Grossa. Ed. UEPG, 2009. 200p.

CAMARGO, Eder Pires de; NARDI, Roberto. O emprego de linguagens acessíveis para alunos com deficiência visual em aulas de óptica. Revista Brasileira de Educação Especial. Marília, v. 14, n. 3, p. 405-426, set./dez. 2008

CARMO, Apolônio Abadio do. Deficiência física: a sociedade brasileira cria, “recupera” e discrimina. Brasília: Secretaria dos Desportos/PR, 1991.

CARVALHO, José O. F. O papel da interação humano-computador na inclusão digital. Revista Transinformação, Campinas edição especial Set/Dez 2003

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994.

FARFUS, Daniele (org); Rocha, Maria Cristhina de Souza (org). Inovação Social. Curitiba: SESI/SENAI/IEL/UNINDUS, 2007.

FRASSON, Antonio Carlos; PIETROCHINSKI, Andréa Ribeiro; SCHULMEISTER, Clarice. Auditory deficient people: his educative and social inclusion by Norbert Elias. In: SIMPOSIO INTERNACIONAL PROCESO CIVILIZADOR, 11, 2008, Buenos Aires. Anais... Buenos Aires: Universidad de Buenos Aires, 2008. P. 182-191.

ITSB. Instituto de Tecnologia Social Brasileira. Manual do Instituto de Tecnologia Social. 2004. Disponível em: .

LUZ, Cláudia Ferreira da Silva; SOUZA, Ana Lúcia Santos; DUARTE, Ana Cristina Santos. Educação Inclusiva e Tecnologias Assistivas: Uma análise acerca da aprendizagem de Deficientes Visuais. VI Colóquio Internacional “Educação e Contemporaneidade”. São Cristovão: Ceara. 2012. http://www.educonufs.com.br/cdvicoloquio/eixo_11/PDF/25.pdf

MELLO; M. A. F. A tecnologia assistiva no Brasil. In: FÓRUM DA TECNOLOGIA, 2006.

NERI, Marcelo; et al. Retratos da deficiência no Brasil (PPD). Rio de Janeiro: FGV/IBRE, CPS, 2003. 250p.

NEVES, Geraldo Nepomuceno das; FRASSON, Antonio Carlos; CANTORANI, José Roberto. Educação física adaptada ao deficiente visual. Disponível em: .

OCDE - ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPPERATION AND DEVELOPMET Oslo Manual: Proposed Guidelines for Colleccting and Interpreting Technological Innovation Data. Paris, OCDE, 2005.

ONU. Normas sobre igualdade de oportunidades para pessoas com deficiências. Lisboa: Nações Unidas, 1995. P. 23.

REILY, Lúcia. Escola inclusiva: linguagem e mediação. Campinas: Papirus, 2004.

REIS, Dálcio Roberto dos. Gestão da inovação Tecnológica. Barueri, SP: Ed. Manole, 2004.

ROCHA, Margarette Matesco; ALMEIDA, Maria Amélia de. Ensino itinerante para deficientes visuais: um estudo exploratório. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 14, n. 2, p. 201-216, maio/ago. 2008.

TAIT, Tania Fatima. Aspectos sociais da informática. Maringa: Ed. Eduem. 2003.

UNESCO. Inclusão Digital e Social de pessoas com Deficiências: textos de referências para monitores de telecentros. Brasilia: UNESCO, 2008. 73p.

VIGINHESKI, Lúcia Virginia Mamcasz. Vestibular: o desafio da inclusão na exclusão. Revista Analecta, v. 5, n. 2, p. 38-42, jul./dez. 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.4067/S0718-27242013000300013



Copyright (c)



2017 © Universidad Alberto Hurtado - Facultad de Economía y Negocios. 
Erasmo Escala 1835 - Santiago, Chile.
Economic Analysis Review | Observatorio Económico | Gestión y Tendencias