Analysis of the Seven Dimensions of Knowledge Management in Organizations

Camila Lopes Ferreira, Luiz Alberto Pilatti

Abstract


This study aims to identify critical elements in Knowledge Management in companies in the second and third sectors of the economy of the region of Campos Gerais, Paraná, Brazil. This is a cross-sectional survey. The sample consisted of 191 workers. To collect the data, a social scale developed by Terra (1999) was used. It was found that the critical elements are, in order of relevance: human resource management; organizational structure; organizational culture and values; information and communication systems; learning through the environment; strategic factors; the role of senior management, and the measurement of results. It is concluded that for most organizations to reach the condition of a learning organization several critical elements need to be overcome.


Keywords


knowledge; acquisition of knowledge; knowledge construction; organizational learning.

Full Text:

PDF [en]

References


ALTISSIMO, T. L. (2009). Cultura organizacional, fluxo de informações e gestão do conhecimento: um estudo de caso. 167 pp. MA Dissertation (Information Science) – Center for Educational Sciences, Federal University of Santa Catarina, Florianópolis.

AMORIM, F. B.; TOMAÉL, M. I. (2011). Gestão da informação e gestão do conhecimento na prática organizacional: análise de estudos de casos. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 8 (2), 01-22.

BAMBIRRA, R. B. (2009). Gestão do conhecimento na administração pública Federal: estudo de caso na fundação instituto Brasileiro de geografia e estatística (IBGE). 197 pp. MA Dissertation (Administration and Business Development), Estácio de Sá University, Rio de Janeiro.

BUKOWITZ, W. R.; WILLIAMS, R. L. (2002). Manual de gestão do conhecimento: ferramentas e técnicas que criam valor para a empresa. Bookman, Porto Alegre.

COUTINHO, J. M. F. (2008). A comunicação e a gestão do conhecimento: uma análise da empresa AIQ. 238 pp. PhD Thesis (Social Communication), Pontifícal Catholic University of Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

CRUZ, C. A. (2007). Gestão estratégica do conhecimento: estudo exploratório em empresas instaladas nos parques tecnológicos do Estado de São Paulo. 164 pp. MA Dissertation (Production Engineering), São Carlos School of Engineering, University of São Paulo, São Carlos.

DALL’IGNA, F. S. (2010). Facilidades e dificuldades na utilização de tecnologias da informação e comunicação no suporte à gestão do conhecimento em empresas de desenvolvimento de software. 194 pp. MA Dissertation (Management and Business), College of Business Administration, Accounting and Economics, Pontifícal Catholic University of Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. (2003). Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Elsevier, Rio de Janeiro.

DAVENPORT, T. (1994). Reengenharia de processos. Campus, Rio de Janeiro.

DEL TIO, A. L. (2006). Gestão do conhecimento aplicado ao planejamento estratégico de instituição de ensino superior. 91 pp. MA Dissertation (Information Science), Pontifical Catholic University of Campinas, Campinas.

FERRARI, J. V. (2006). A influência da estrutura organizacional na gestão do conhecimento: o caso da Secretaria Municipal de Recursos Humanos de Curitiba. 122 pp. MA Dissertation (Technology), Federal Technological University of Paraná, Curitiba.

FIATES, G. G. S. (2008). Cultura Organizacional: um fator determinante para a promoção da aprendizagem organizacional e da gestão do conhecimento. In: ANGELONI, M. T. Gestão do Conhecimento no Brasil: casos, experiências e práticas de empresas públicas. Qualitymark, Rio de Janeiro.

FURLANETTO, A. (2007). Fatores estratégicos para implantação da gestão do conhecimento. 154 pp. MA Dissertation (Management and Business), College of Business Administration, Accounting and Economics, Pontifícal Catholic University of Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

GARVIN, D. A. (1995). Leveraging processes for strategic advantage. Harvard Business Review, 73 (5), 76-90.

GIRARDI, D. M. (2009). O compartilhamento dos processos de recursos humanos: uma contribuição para a gestão do conhecimento organizacional. 166 pp. PhD Thesis (Engineering and Knowledge Management), Federal University of Santa Catarina, Florianópolis.

GOMES, F. P. (2006). A percepção dos gestores sobre a gestão do conhecimento no setor público. 219 pp. MA Dissertation (Administration), Federal University of Paraíba, João Pessoa.

GOODRICH, N.; AIMAN-SMITH, L. (2007). What does your most important customer want? Research Technology Management, 50 (2), 26-35.

HONARPOUR, A.; JUSOH, A.; NOR, K. M. (2012). Knowledge Management, total quality management and innovation: a new look. Journal of Technology Management & Innovation, 7 (3), 22-31.

HORTA, F. de O. (2006). Contribuições da gestão do conhecimento para o gerenciamento da performance organizacional em empresas que adotam o Balanced Scorecard. 166 pp. MA Dissertation (Administration), Integrated College of Pedro Leopoldo, Pedro Leopoldo.

IPARDES – Paranaense Institute of Economic and Social Development. (2013). Anuário Estatístico do Estado do Paraná – 2010. [Accessed March 23, 2013].

LEHTIMAKI, A. (1991). Management of the innovation process in small companies in Finland. IEEE - Transactions on Engineering Management, 38 (2), 120-126.

MARTINS, F. E. de M. (2007). Influência das dimensões organizacionais na gestão do Conhecimento: pesquisa empírica na rede hoteleira de Natal/RN. 126 pp. MA Dissertation (Science in Production Engineering), Federal University of Rio Grande do Norte, Natal.

MEDEIROS, I. de O. (2008). O processo de comunicação interna como ferramenta para a gestão do conhecimento: análise em uma empresa de médio porte. 108 pp. MA Dissertation (Administration), Dr. Pedro Leopoldo Educational and Cultural Foundation, Pedro Leopoldo.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. (1997). Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Elsevier, Rio de Janeiro.

OLIVEIRA, G. P. de S. (2007). As práticas de gestão do conhecimento: uma análise do nível de aderência no setor empresarial. 110 pp. MA Dissertation (Applied Computing), University of Fortaleza, Fortaleza.

ONOFRE, R. H. (2006). Influência da cultura organizacional nos desempenhos dos processos de gestão do conhecimento: estudo de caso comparativo na indústria automobilística. 117 pp. MA Dissertation (Administration), Pontifical Catholic University of Paraná, Curitiba.

OSTROFF, F.; SMITH, D. (1992). The horizontal organization. The McKinsey Quarterly, (1), 148-168.

PAIXÃO, R. L. (2004). Gestão do conhecimento: estudo de casos no setor público. 142 pp. MA Dissertation (Administration), Federal University of Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

PAVONI, E. T. (2009). Estilos de gestão do conhecimento e inovação em empresas de média e baixa tecnologia. 169 pp. PhD Thesis (Administration), Federal University of Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

PIMENTEL, A. C. M. (2008). A gestão do conhecimento em pequenas e médias empresas: um estudo de caso. 127 pp. MA Dissertation (Production Engineering), Paulista State University of Bauru, Bauru.

PONCHIROLLI, O.; FIALHO, F. (2005). Gestão estratégica do conhecimento como parte da estratégia empresarial. Revista FAE, Curitiba, 8 (1), 127-138.

PROBST, G.; RAUB S.; ROMHARDT K. (2002). Gestão do conhecimento: os elementos construtivos do sucesso. Bookman, Porto Alegre.

QUINTANS, B. S. (2008). A importância da gestão do conhecimento na melhoria de processos: um estudo de caso em serviços de saúde. 121 pp. MA Dissertation (Management Systems) Fluminense Federal University, Niterói.

RAMOS, E. N. P. (2009). Gestão do conhecimento em uma empresa familiar: um estudo de caso. 82 pp. MA Dissertation (Administration) Novos Horizontes Faculty, Belo Horizonte.

REIS, V. G. dos. (2007). Gestão do conhecimento e cultura organizacional: um estudo de caso na Fiocruz-Bahia. 109 pp. MA Dissertation (Sciences), Aggeu Magalhães Research Center, Oswaldo Cruz Foundation, Recife.

SOUSA, S. W. de. (2003). Criação de conhecimento em um ambiente industrial sob visão de conceitos da gestão do conhecimento. 140 pp. MA Dissertation (Computer Sciences), Federal University of Santa Catarina, Florianópolis.

SPILLER, E. S. (2006). A excelência na gestão organizacional e a performance da gestão do conhecimento: a visão das grandes empresas no Brasil. 210 pp. PhD Thesis (Administration), Federal University of Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

SZEWCZYK, M. J. (2009). Tecnologia da informação na gestão do conhecimento empresarial: principais categorias e aplicabilidades. 112 pp. MA Dissertation (Intelligent Technologies and Digital Design), Pontifical Catholic University of São Paulo, São Paulo.

TERRA, J. C. C. (2005). Gestão do Conhecimento: o grande desafio empresarial. 5. ed. Elsevier, Rio de Janeiro.

TERRA, J. C. C. (1999). Gestão do conhecimento: aspectos conceituais e estudo exploratório sobre as práticas de empresas brasileiras. 311 pp. PhD Thesis (Production Engineering), Polytechnic, University of São Paulo, São Paulo, 1999.

STATE UNIVERSITY OF GROSSA. (2013). History Department. Dicionário histórico e geográfico dos Campos Gerais. [Accessed March 23, 2013].




DOI: http://dx.doi.org/10.4067/S0718-27242013000300005



Copyright (c)



2017 © Universidad Alberto Hurtado - Facultad de Economía y Negocios. 
Erasmo Escala 1835 - Santiago, Chile.
Economic Analysis Review | Observatorio Económico | Gestión y Tendencias